O Brasil é uma superpotência em cirurgias plásticas. Segundo dados publicados pela ISAPS (Sociedade Internacional para Cirurgia Plástica Estética), o país ocupa o segundo lugar em número de cirurgias plásticas para fins estéticos e continua sendo um dos países que mais investem nestes tipos de procedimento, mesmo na crise.

Conforme dados publicados no site Nexo, estima-se que só em 2015, o Brasil realizou mais de um milhão de procedimentos estéticos, incluindo os não-cirúrgicos e também os que envolvem cirurgias plásticas.

No entanto, a posição que o país ocupa no mercado de cirurgias plásticas não está apenas na busca do brasileiro pelo bem-estar e na autoestima como imaginamos, mas existem outros motivos que contribuem para o sucesso da cirurgia plástica no Brasil.

A busca pela cirurgia plástica no Brasil não inclui apenas os brasileiros, mas também muitos estrangeiros que visitam o país com o intuito de realizar algum tipo de operação, seja para fins estéticos ou corretivos. Isto acontece por que temos bons profissionais da área e consultórios que oferecem procedimentos estéticos seguros, reconhecidos internacionalmente.

O país também investe em bons materiais para que as clínicas e cirurgiões plásticos possam oferecer conforto, qualidade e segurança para os pacientes, auxiliando no crescimento de cirurgias plásticas no Brasil.

Um bom exemplo são os implantes de silicone com microchip, recentemente aprovados pela ANVISA, que concentram todas as informações da paciente na prótese. Através de um leitor digital, o cirurgião plástico sabe o formato do implante, tamanho, volume, série e lote de fabricação. Fatores este que, por mais simples que pareçam, auxiliam na segurança da paciente, na validade do produto, na possibilidade de troca ou aumento das mamas, sem que ela se exponha para isto.

Segundo dados publicados no jornal britânico The Guardian e reproduzidos no site Nexo, um dos motivos que fazem com que as cirurgias plásticas no Brasil sejam bem-sucedidas são também os custos baixos para as realizar, com a mesma qualidade de outros países que também são líderes no ranking. Como exemplo, a Nexo cita que um lifting facial pode custar em torno de US$ 15 mil na Califórnia e praticamente a metade do preço no Rio de Janeiro – cerca de US$ 8 mil.

Outro fator que contribui para o sucesso da cirurgia plástica no Brasil é que o governo está dando mais abertura à cirurgia plástica, entendendo como, muitas vezes, ela é necessária e nem um pouco fútil, tanto que aos poucos o Sistema Único de Saúde – SUS tem agregado diversas cirurgias plásticas como reconstrução mamária para mulheres que tiveram câncer de mama ou nasceram com alguma deformação nos seios, ou para mulheres transexuais, que podem contar com o apoio da mamoplastia e da neovaginoplastia para a mudança de sexo, entre outras. Por mais que ainda seja uma aposta tímida, já é um novo fator para que o Brasil continue avançando no mercado de cirurgias plásticas e se mantenha no ranking mundial.

Fontes: Nexo Jornal / Terra

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.