O Polimetilmetacrilato (PMMA) é um polímero sintético, parecido com plástico, que vem sendo utilizado em larga escala em cirurgia estética para preenchimento de face e áreas corporais como nádegas, coxas e outros locais.

Desde os anos 90 com a bioplastia, o PMMA tornou-se popular seu uso para rejuvenescimento facial, pois atenua as rugas, aumenta o volume tecidual e melhora o contorno facial. O produto é aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), mas o uso ideal é indicado somente em situações muito especiais e em pouca quantidade, como em pacientes com HIV/AIDS para reestruturação facial, por exemplo.

Uma vez injetado o PMMA não pode mais ser totalmente retirado, nem por meio de cirurgia, nem com o uso de produtos químicos. Esta peculiaridade de materiais injetáveis não absorvíveis pode acarretar em situações catastróficas, já que o PMMA pode migrar para outros locais levando a deformidades, infecções, reações tardias como granulomas e até mesmo a necrose.

Infelizmente ainda é muito utilizado devido ao seu baixo custo e fácil acesso. E por isso, vemos muitas complicações. Recentemente a Zilu Camargo, infelizmente, teve infecção no local aonde o produto tinha sido injetado na face e precisou ser internada para uso de antiobióticos e cirurgias para tentar retirar o produto.

Pacientes que já tenham feito procedimentos com PMMA devem avisar antes de futuros procedimentos para saber se será possível o uso de outras substâncias no local de aplicação, para que seja compatível e evitar maiores riscos.

Por isso é muito importante certificar-se do produto que está sendo injetado, se este produto é absorvível, biocompatível, o lote e validade do produto além do profissional que irá realizar o procedimento se é capacitado. Para isso confira no site da Sociedade Brasileira de Dermatologia (http://www.sbd.org.br) ou no site da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (http://www2.cirurgiaplastica.org.br) para verificar se o profissional é especialista e o registro do material pode ser visto na ANVISA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *