A dieta está em dia, os exercícios também. Mas você se sente pesada, sobe na balança e os resultados não aparecem. Antes de desistir e enfiar o pé na jaca, entenda porque isso acontece.

Emagrecer exige mais do que apenas fazer dieta e praticar atividades físicas. Em nosso cotidiano, existem hábitos que prejudicam nosso metabolismo — e que, muitas vezes, nós nem os percebemos. O endocrinologista Pedro Assed bateu um papo conosco e nos ajudou a identificar 5 boicotadores do bom funcionamento do nosso organismo. 

1. Não resistir a um “belisco”
O problema: beliscar fora dos horários programados, como quando está cozinhando, ou comer um biscoitinho enquanto trabalha. Não confunda com aquele lanche que você deve fazer entre as principais refeições é ok! — e acelera seu organismo.

Solução: Custe o que custar, não fure a sua programação alimentar. O que pode ajudá-la é observar os seus horários e criar sua própria agenda, respeitando aquele limite de três horas entre refeições. Você também pode trocar o belisco por um chá quentinho. Muitos deles inibem o apetite e dão aquela sensação de saciedade, como o verde, o de laranja e o de gengibre.

2. Sede não é fome
O problema: Muita gente confunde sede com fome, daí come quando o que precisava mesmo era de um refresco. A região do cérebro que avisa se estamos com sede ou fome é o hipotálamo. Como muitos alimentos contêm água, é possível trocar os sinais sem perceber. É a chamada falsa fome!

Solução: É preciso aprender a entender o seu corpo. Sentiu fome fora de hora? Antes de comer, beba um líquido. Isso irá estimular a região do cérebro responsável pela saciedade e irá liberar dopamina, um neurotransmissor que causa a sensação de bem estar. Seu corpo irá enviar para o cérebro a informação de que você já resolveu o problema. Se o desejo continuar, é porque você realmente está precisando comer. 

3. Falta água no seu organismo
O problema: Muita gente simplesmente esquece de beber água, o que não só prejudica a sua saúde em geral como atinge diretamente o seu metabolismo. Quando bebemos dois copos de água seguidos, a performance dele pode melhorar em até 30% por meio da mobilização de gorduras. Isso porque o organismo precisa equilibrar a temperatura da água com a do nosso corpo, que é de 37 °C.

Solução: Beba água! Para quem tem dificuldade de adotar esse hábito, Pedro dá a dica: “Saborize a água com frutas de sua preferência”. Caso o problema seja esquecimento, há apps que ajudam a lembrar, como Waterbalance, Hydro Coach, Water Drink Reminder e o Beba Água.

4. Dormir mal
O problema: Segundo Pedro, noites mal dormidas significam maior chance de ganhar peso devido à melatonina, hormônio fundamental para regular sono, fome e outras funções do organismo. “Ela é liberada em maior quantidade quando se tem boa higiene do sono. Isso tem sido cada vez mais implicado na manutenção do peso corporal”, diz.

Solução: Há uma série de coisas que você pode mudar para melhorar o seu sono. Entre elas, criar um ambiente favorável (de preferência, escuro), alimentar-se duas horas antes de dormir e não se exercitar à noite. Usar o celular na cama é proibido, só deite nela na hora de dormir! “De preferência, deite-se antes da meia-noite para garantir as 8 horas ideais de sono”

5. Exagerar no bar
O problema: Ingerir bebida alcoólica mais de uma vez por semana é um hábito que atrapalha diretamente no seu emagrecimento. O álcool é rico em calorias. Uma taça de vinho, por exemplo, equivale a 5 colheres de chá de manteiga! Além disso, a substância aumenta a liberação de cortisol, um hormônio que “quebra” músculos e retém gordura.

Solução: Examine seus hábitos de consumo e vá reduzindo aos poucos. Tente trocar os convites para happy hour por programas mais light, como ir ao cinema ou combinar uma pedalada com a turma de trabalho. E, quando for beber, estabeleça um limite e o coloque em prática.

Fonte: revistaglamour.globo.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.