Buscar um profissional responsável para realizar uma cirurgia plástica pode ter a ver com muitos desejos e momentos na vida de um indivíduo. E tais momentos podem se remeter a reparações em outros departamentos da vida. Como se uma única cirurgia pudesse reparar anos perdidos em um casamento que se acabou, ou a buscar a juventude já perdida.

Podemos usar a palavra “armadilha” para esse tipo de situação, pois o caráter às vezes mágico, que algumas pessoas investem em procedimentos, pode desencadear efeitos deletérios a nível psíquico para os mesmos. O corpo idealizado configurado no imaginário feminino e no culto ao corpo da atualidade pode embaçar a noção de que as mulheres têm de ser perfeitamente belas aos olhares de nossa sociedade, quando já falamos que tal perfeição universal é um mito, e dos grandes!

Neste sentido, ter um acompanhamento psicológico pré-cirúrgico pode auxiliar a todas que buscam mudanças positivas para o corpo e o psiquismo, indissociáveis um do outro, para que possam localizar os reais fins e objetivos que cercam o procedimento. E a continuação deste acompanhamento no pós-cirúrgico tem como finalidade principal acompanhar a paciente e aplacar sua ansiedade com relação aos resultados obtidos, pois estes muitas vezes não são instantâneos e imediatos.

E lembrem-se, o cuidado com o seu bem-estar vai muito além da estética e das referências atuais de beleza… esse mesmo cuidado tem de preservar sua saúde mental e psíquica, para o seu próprio benefício! Gostaria de terminar esse post com palavras de uma grande mulher, Audrey Hepburn:

“Para ter lábios atraentes, diga palavras doces; para ter olhos belos, procure ver o lado bom das pessoas; para ter um corpo esguio, divida sua comida com os famintos; para ter cabelos bonitos, deixe uma criança passar seus dedos por eles pelo menos uma vez por dia; para ter boa postura, caminhe com a certeza de que nunca andará sozinho; pessoas, muito mais que coisas, devem ser restauradas, revividas, resgatadas e redimidas; lembre-se que, se alguma vez precisar de uma mão amiga, você a encontrará no final do seu braço. Ao ficarmos mais velhos, descobrimos porque temos duas mãos, uma para ajudar a nós mesmos, a outra para ajudar o próximo; a beleza de uma mulher não está nas roupas que ela veste, nem no corpo que ela carrega, ou na forma como penteia o cabelo. A beleza de uma mulher deve ser vista nos seus olhos, porque esta é a porta para seu coração, o lugar onde o amor reside.”

Beijos e até logo,

Luiza.

Histórias relacionadas a acidentes em anestesias dão medo em muita gente, mas são quase lendas.

Levantamento da Sociedade Americana de Anestesiologia atribui à anestesia uma morte a cada 250.000 procedimentos, ou seja, 0,0004% de risco.

O aprimoramento de monitores e parelhos de anestesia e de drogas utilizadas torna a técnica cada vez mais segura.

O CHOQUE ANAFILÁTICO É REVERSÍVEL?

Sim. O choque é o colapso de alguns sistemas, causado por uma reação alérgica ao fármaco.

Atualmente são muito raros e pode fácil e rapidamente ser revertido.

EXISTEM TESTES CAPAZES DE PREVER UMA REAÇÃO ADVERSA?

Numa avaliação pré-anestésica, é possível detectar riscos mais comuns, como alergia a anti-inflamatórios ou aos contrastes usados em certos exames. Em cirurgias de urgência, quando o paciente chega inconsciente e não se conhece seu histórico médico, não há testes, mas o anestesiologista monitora com rigor as reações.

O USO DE DROGAS AUMENTA AS CHANCES DE REAÇÕES ADVERSAS?

Sim. Drogas ilícitas como cocaína, ecstasy e crack interagem com os anestésicos, o que pode levar a um colapso cardiovascular, convulsões, parada cardiorrespiratória e até morte súbita. Por isso, informar ao anestesista o uso de drogas é fundamental.

PEQUENOS PROCEDIMENTOS, COM ANESTESIA LOCAL, DISPENSAM A PRESENÇA DE UM ANESTESISTA?

É bom não brincar. Em um pronto-socorro, em que um paciente aparece com um corte nas mãos, o cirurgião está habilitado a aplicar a anestesia. No entanto, mesmo em pequenos procedimentos cirúrgicos, a presença de um anestesiologista é fundamental para evitar possíveis complicações, como as reações alérgicas.

O DESPERTAR DEPOIS DA ANESTESIA GERAL É SEMPRE DESCONFORTÁVEL?

Não. As drogas utilizadas atualmente em anestesia são mais facilmente metabolizadas pelo organismo. Além disso, ao longo do procedimento cirúrgico, o médico pode administrar drogas profiláticas em relação à náuseas e vômitos, dores de estômago, e dor pós-cirúrgica.

 Anestesia_01

_____________________________________________________

 

Dr. EVERARDO ABRAMO DE OLIVEIRA FILHO – CRM – 5263826-9

  • Anestesista da Equipe da DRA FABIANA VALERA, desde 2002.
  • Formado pela Universidade Federal do RJ 1997
  • Residência medica em terapia intensiva 1998-2000 e de 2000-2003 como Staff no centro de terapia intensiva no Hospital Central do Exército
  • Residência médica em Anestesiologia no Hospital geral de Bonsucesso 1999-2000
  • Staff do serviço de anestesia do Hospital Niterói Dor 2000 até os dias atuais

A gluteoplastia de aumento do bumbum é uma cirurgia para remodelar e moldar a região glútea e vem despertando o interesse da mulherada!

Conhecida também como plástica no bumbum, realiza um sonho: glúteos durinhos, sem flacidez e sempre para cima.

Nos últimos anos, o número de gluteoplastias vem crescendo com frequência, sem dúvidas, e a Silimed (maior produtora de prótese do Brasil) não divulga o fator real de crescimento em sua produção, só diz estar feliz com o aumento expressivo.

A cirurgia que visa remodelar a região glútea, consiste em incluir uma prótese de silicone nos glúteos, melhorando a flacidez e dando volume para a região.

A plástica no bumbum permite três tipos de próteses: redondas (para dar mais volume à região superior das nádegas, principalmente), quartzo (para pessoas altas e com nádega longa) e ovais (para aumentar as nádegas lateralmente também).

As próteses são feitas de gel coesivo, com tamanhos entre 150 ml e 480 ml, dimensões que devem atender o padrão corpóreo da paciente e seu desejo.

O tipo de glúteo mais procurado é o formato redondo e empinado. A prótese mais pedida é a redonda, pois a maioria das pacientes tem a região do quadril estreita. Isso explica a busca para o volume na região superior das nádegas.

Depois da cirurgia é indicado o repouso pós-operatório, que é fundamental. O pós-operatório bem feito diminui a incidência de complicações como sangramentos, deiscência (abertura) de cicatriz e deslocamento das próteses.

A limpeza criteriosa do local da incisão é importante para diminuir ao máximo o aparecimento de infecção da cicatriz, que é mais frequente do que em outras cirurgias, pela proximidade ao ânus.

Também se devem evitar movimentos bruscos na região, preferir caminhadas curtas em até dez dias e dormir de barriga para baixo neste período.

Essas sementes são poderosíssimas!!!

São capazes de elevar o nível de serotonina, controlando a ansiedade e proporcionando bem estar!

São ricas em fibras (retardam o processo da digestão, melhoram o funcionamento do intestino), ajudam a diminuir a absorção dos açúcares e, consequentemente, aceleram a perda de peso.

Tudo isto se deve às vitaminas e minerais encontrados nestas sementes como o Zinco (aumenta a imunidade e combate vírus, fungos e bactérias), cálcio, potássio, ômega 9 e vitamina A.

Estes compostos protegem o coração e previnem uma série de problemas como a osteoporose, artrite e cálculo renal.

Outro motivo para incluí-la na alimentação é por ser uma aliada contra o câncer. Estudos publicados constataram que esta semente contém curcubitacina, um componente anti-inflamatório e antitumoral. Podemos acrescentar a semente de abóbora em preparações de receitas. Eu gosto de salpicar uma colher de sopa sobre saladas ou misturar no mix de sementes para comer com frutas.

Converse com seu nutricionista para avaliar a melhor forma de inseri-la em sua alimentação.

O lifting facial é a terceira cirurgia mais realizada no Brasil, só perde para as cirurgias de aumento de mama e lipoaspiração.

Ela tira o ar de cansaço e rejuvenesce, por isso, é o sonho de muitas mulheres e homens.

Com o passar dos anos, a pele tende a perder a firmeza original e começa a apresentar traços de flacidez.

O envelhecimento da face é um processo que age diretamente e duramente na autoestima. Invariavelmente todos se olham no espelho alguma hora do dia ou da noite e principalmente em fotos antigas, fazendo com que se sinta saudade da jovialidade perdida, visualizada pelas marcas de expressão, sejam dinâmicas ou não e por áreas que perderam a consistência, a firmeza.

Uma das principais razões para isso é a diminuição da produção de colágeno e a consequente perda de elasticidade desse tecido do corpo. Mas, assim como o envelhecimento age na tentativa de nos pregar armadilhas, a cirurgia plástica age na busca por alternativas para driblá-las e, sem dúvida, uma das mais eficientes é o lifting.

A flacidez e a queda da face podem ser recuperadas com o procedimento, porém, não existe nenhuma melhoria da qualidade de pele em relação a manchas, sinais ou de efeitos nocivos provocados pelo sol.

Em geral, se indica a cirurgia a partir dos 45 anos, porém há casos de grandes perdas de peso em que a cirurgia pode ser indicada pelo menos 10 anos antes. O limite superior vai estar mais atrelado à saúde que propriamente à idade.

018b

Como qualquer outra cirurgia, é necessário fazer todos os exames pré operatórios.

No dia anterior à realização do procedimento, o ideal é que o paciente lave o cabelo sem fazer uso de hidratantes ou qualquer gel de fixação.

No caso dos pacientes que pintam os cabelos, é recomendado fazer uso da tintura até três dias antes da operação; após o procedimento só é possível voltar a tingir os fios depois de três semanas.

Existem inúmeras técnicas utilizadas no lifting. A escolhida vai depender da necessidade do paciente, mas, em geral, são feitos cortes pequenos em determinados pontos do rosto, principalmente próximos às orelhas, através dos quais reposicionamos a musculatura e depois colocamos a pele de volta no lugar. Isso garante que a pele não fique com aquele ar “repuxado”, mas sim com um ar mais descansado, parecendo mais nova mesmo.

A anestesia utilizada é geral, e a internação é de 24 horas.

Entre o quinto e o 15º dia após a cirurgia é possível retirar os pontos. Recomenda-se retornar às atividades rotineiras apenas depois de duas semanas.

É importante que o paciente mantenha a cabeça elevada enquanto estiver deitado, porque isso diminui o inchaço pós-operatório e evita incômodos durante o processo de recuperação. Para aliviar o inchaço também podem ser feitas compressas de água fria.

Nos primeiros 30 dias que sucedem a cirurgia, é necessário evitar exposições ao sol. O uso de protetor solar deve ser feito diariamente.

Sessões de drenagem linfática facial aceleram a recuperação do processo inflamatório e diminuem o inchaço e possíveis hematomas oriundos da cirurgia.

Envelhecer ainda é um tabu para todos, porém por que não o fazer com “dignidade”?

É o que a cirurgia plástica moderna oferece.

Procedimentos estéticos com custo muito abaixo do normal devem ser questionados se envolvem escolhas de materiais de qualidade discutível e internação em locais inadequados.

O barato pode acabar saindo muito mais caro, tanto para o seu bolso quanto para a sua saúde.

Não existe mágica. Materiais de qualidade e uma boa internação não podem custar barato, por isso desconfie de facilidades como cirurgias milagrosas em consultórios e preços incoerentes com o mercado.

Quem se submete a uma cirurgia plástica precisará de tempo para se recuperar antes de retomar suas atividades cotidianas. Por isso, o período de férias é, na maioria das vezes, a época mais indicada para quem quer fazer um procedimento cirúrgico.

Dessa forma, o paciente deve sempre se programar com antecedência para o pós-operatório, parte integrante e essencial para o sucesso do resultado.

Toda cirurgia, independente de plástica ou não, tem algum risco. Por isso, uma avaliação pré-operatória de qualidade, uma equipe de médicos e enfermeiras competentes e uma boa estrutura hospitalar, são fundamentais para a prevenção em caso de complicações em seu tratamento.

Dez condições importantes para uma cirurgia plástica segura.

  1. Desconfie de facilidades como cirurgias milagrosas em consultório com retorno imediato das atividades. Isso não existe.
  2. Procure um cirurgião credenciado pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.
  3. Preste atenção nos preços incoerentes com os procedimentos. Os números mágicos são atraentes, porém, podem ser um perigo para sua vida.
  4. Não existe lipoaspiração segura em consultórios.
  5. Não existem novidades o tempo todo. Existem, sim, boas técnicas já estabelecidas que, quando bem usadas, geram excelentes resultados.
  6. Organize-se antes da cirurgia para não ficar preocupada com assuntos ligados ao trabalho ou ao lar. A sua recuperação é prioridade. E o pós operatório deve ser muito bem acompanhado.
  7. Siga todas as recomendações feitas pelo médico. Por isso, respeite o período de recuperação.
  8. Informe-se sobre as restrições que envolvem cada etapa da operação.
  9. Só tome analgésicos e anti-inflamatórios prescritos pelo médico, caso tenha algum desconforto. Evite a automedicação!
  10. Compareça a todas as consultas de acompanhamento determinadas por seu cirurgião plástico. Tanto no pré como no pós-operatório.