Hipertensão_03

São muitas as dúvidas que passam pela cabeça dos hipertensos mas, certamente, uma das mais cruciais é poder ou não se submeter a uma cirurgia plástica.

Sim, pacientes com hipertensão controlados podem ser submetidos a toda e qualquer cirurgia, não só as plásticas, desde que estejam fazendo os tratamentos adequados e acompanhamento regular com seus médicos.

Sua pressão arterial estando controlada e seus exames pré-operatórios nas condições necessárias, você estará apto a se submeter a uma cirurgia plástica com toda segurança.

Existe uma lista de critérios que definem o risco cirúrgico, os quais serão avaliados pelo cardiologista no exame pré-operatório, juntamente com os demais exames laboratoriais.

Toda cirurgia, independente de plástica ou não, tem algum risco.

Por isso, uma avaliação pré-operatória de qualidade, uma equipe de médicos e enfermeiras competentes e uma boa estrutura hospitalar, são fundamentais para a realização do procedimento em segurança.

Hipertensão_05

Não existe rejeição da prótese de silicone.

No entanto, quando o silicone é colocado, o organismo desenvolve uma espécie de cápsula de cicatriz com o objetivo de isolar o que é considerado um corpo estranho.

Essa reação do corpo humano é considerada normal, mas em alguns casos essa cápsula fica excessivamente rígida, o que pode causar dor ou alterar o formato dos seios.

A prótese com revestimento de poliuretano é a que tem a menor incidência de contratura capsular.

Já a prótese texturizada oferece um índice elevado de contratura capsular.

Utilizo o implante de poliuretano há cerca de 15 anos em 99% dos meus pacientes, e o índice de contratura foi inferior a 1% ao longo de minha experiência.

A única “desvantagem” do poliuretano é que ele é mais difícil de ser implantado, havendo portanto, a necessidade de um bom profissional com larga experiência nesse tipo de implante.

É importante atentar para três itens:

1) Escolher um bom hospital, com estrutura adequada para fazer a cirurgia;

2) Procurar um profissional médico especialista da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica;

3) Escolher uma boa prótese de poliuretano.

IMPORTANTE: Contratura capsular é uma complicação tardia do sistema imunológico humano de “no self” e geralmente ocorre após anos da inclusão do implante. Porém, é facilmente solucionado com uma nova cirurgia para retirada da cápsula e a troca do implante.

Você sempre obterá um resultado excelente se mantiver uma comunicação aberta com o seu cirurgião e se decidirem trabalhar juntos em metas realistas.

O bom entendimento das suas expectativas, metas e motivações são essenciais para uma parceira satisfatória entre você e o seu cirurgião.

Após ganhos e perdas de peso, depois da gravidez ou por causa do envelhecimento, algumas pessoas ficam com excesso de gordura e de pele no abdômen.

Conhecida também como dermolipectomia, a abdominoplastia remove os excessos de pele, as estrias e a gordura do abdômen além de tratar da flacidez da musculatura abdominal.

A abdominoplastia reconstitui o contorno corporal e reposiciona a musculatura abdominal que se distanciou principalmente após uma gravidez, recuperando-se assim a tonicidade e a estética da região.

A abdominoplastia também é indicada para ex-obesos, como complemento da cirurgia bariátrica.

A cirurgia de abdômen deve ser feita preferencialmente quando se está com o peso ideal porque o excesso de peso pode comprometer o resultado final.

Além disso, o paciente obeso, por exemplo, tem mais risco de ter complicações pós-operatórias. No entanto, um paciente com um pequeno sobrepeso e flacidez de pele na região abdominal pode se beneficiar com a dermolipectomia.

É recomendado também realizar a abdominoplastia após ter tido todos os filhos, já que a gravidez pode provocar novamente a flacidez da pele e a frouxidão muscular.

Embora os resultados de um procedimento de abdominoplastia sejam tecnicamente permanentes, o resultado positivo pode diminuir muito devido a oscilações significativas no peso.

A cirurgia de abdominoplastia não é um substituto à perda de peso ou a programa adequado de exercício físico. Ademais, a abdominoplastia não corrige estrias, embora possam ser removidas ou melhoradas ligeiramente se estiverem localizadas em áreas de pele adicional que será removida, em geral, nas áreas tratadas abaixo do umbigo.

ABD_01

Procedimento cirúrgico:

Etapa 1- Anestesia

Medicamentos são administrados para o seu conforto durante o procedimento cirúrgico. As opções incluem sedação intravenosa e anestesia geral. Vamos avaliar a melhor opção para você.

Etapa 2 – Incisão

O procedimento completo da cirurgia de abdominoplastia requer uma incisão horizontal orientada na área entre a linha do púbis e umbigo. A forma e o comprimento da incisão serão determinados pelo grau de correção necessário. Através desta incisão, os músculos abdominais enfraquecidos são reparados e suturados, enquanto o excesso de gordura, de tecidos e de pele são removidos. Uma segunda incisão, em torno do umbigo, pode ser necessária para remover o excesso de pele na parte superior do abdômen.

Etapa 3 – Fechando as incisões

Suturas, adesivos de pele, fitas ou clipes são usados para fechar as incisões na pele.

Etapa 4 – Resultados

O procedimento de abdominoplastia irá resultar em um contorno abdominal mais suave e tonificado, ficando mais proporcional com o seu tipo de corpo e peso.

RECUPERAÇÃO

Inchaço e falta de sensibilidade no local fazem parte da recuperação. Para reduzir esse processo e manter os novos contornos, o paciente deverá usar uma cinta abdominal durante os dois primeiros meses após o procedimento.

Eu não utilizo pontos e sim cola cirúrgica na abdominoplastia. A grande vantagem é que o paciente não precisa fazer curativos e nem retirar pontos, e sim apenas tomar banho com água e sabão. A cola cirúrgica fica abaixo de uma fita que solta sozinha em torno de 21 dias de acordo com a cicatrização do paciente.

As atividades diárias cotidianas e os exercícios físicos leves podem ser retomados em média de 30 dias. A musculação e as atividades físicas pesadas estão liberadas após 2 ou 3 meses.

A partir da terceira semana de recuperação, é recomendável que sejam feitas sessões de drenagem linfática, que auxiliam a reduzir os edemas e o inchaço pós-cirúrgico. O ideal é que sejam feitas entre 10 e 20 sessões.

Essa máscara de argila foi originalmente feita para ser uma limpeza de pele profissional em um potinho!

Antes, a Youthmud era uma exclusividade de Hollywood, e agora pode ser facilmente achada no Brasil e em lojas especializadas na internet.

A máscara, que também é anti-idade, gentilmente faz a esfoliação e deixa a pele visivelmente suave e macia. Ela absorve as impurezas sem remover os óleos naturais, reafirma a pele e minimiza os poros. E tudo isso em apenas 10 minutos!

Indicada para mulheres e homens e para todos os tipos de pele.

O produto já recebeu os mais diversos prêmios, e é um “must have” para todas as mulheres antenadas em novidades!

PrintEIBA_2014_Logo YOUTHMUD_Sephora_China_Beauty

Possui método simples de aplicação, não é daquelas máscaras que sujam o banheiro. É só aplicar uma fina camada da Youthmud em cima da pele limpa, e esperar começar o efeito reafirmante (ela fica bem durinha) e depois removê-la com movimentos circulares. Repetir duas vezes por semana ou quando desejar!

glamglow10661257_581808818591684_412300916_n

E aí, o que vocês acharam dessa novidade?!

Beijos!

Oi meninas,

A dica de hoje é sobre o que você deve usar e abusar no seu make da próxima estação!

1- Cores das sombras: bronze, marrom e roxo.
2- Delineado gatinho continua em alta, mas agora o ideal é aplicar com os olhos limpos, sem sombra!
3- Esfumado intenso – preto e marrom são as cores mais usadas.
4- Cara limpa! Isso mesmo, a tendência é usar o mínimo de maquiagem possível, somente aquele preparo de pele incrível com um blush pêssego!

Você pode decidir: pele limpa com delineado gatinho ou um esfumado marcante preto ou marrom ou ainda um batom marcado com tons bem fortes!

Escolha o que você gostar mais ou cada dia faça um diferente!!!!

Beijos!

Olá meninas!!!

Fiz algumas sessões de foto-depilação e achei que meus pêlos ficaram mais finos, porém não desapareceram por completo.

Decidi pesquisar sobre o assunto para avaliar qual seria o melhor tratamento para mim.

O Laser possui um comprimento de onda que atinge a raiz do pêlo causando a morte celular desta raiz. Consequentemente ao longo das sessões ocorre a destruição total dos pêlos. Depois de algum tempo (pode variar de pessoa para pessoa), alguns pêlos podem voltar a nascer, ainda que de espessura fina e em pouca quantidade. Neste momento entramos na fase de manutenção.

A foto-depilação possui um comprimento de onda ligeiramente mais curto, tornando as possibilidades de destruição menores. Com isso os pêlos vão afinando e diminuindo a quantidade. Em alguns casos é possível eliminar o pêlo depois de muitas sessões, entretanto em algumas pessoas o pêlo fica muito fininho, parecendo uma penugem.

Por esta razão, após conversar com minha dermatologista, decidi mudar o meu tratamento e começar as sessões com Laser.

Converse com sua Dermato para descobrir qual é o melhor para você.

Beijos, Juliana.