Todas podem fazer? 🤔

O resultado vai ser eficaz com uma cicatriz menor?

No texto a seguir é possível tirar dúvidas como essa e entender um pouco melhor sobre o assunto, mas sempre lembrando que nada substitui uma consulta com o médico de sua escolha, tá bom?

Esta cirurgia é indicada para aquelas pacientes com pouca flacidez de pele e associada flacidez dos músculos retos abdominais, geralmente após gestação sem grandes alterações no peso ou aquelas com abdômen que antes era definido “malhado” e que ganhou flacidez muscular pela gestação, algumas complicações cutâneas,queimaduras, podem provocar um ventre volumoso, excesso de tecido gordo e, em muitas ocasiões, estrias.

A mini abdominoplastia é uma cirurgia plástica abdominal de pequeno porte onde a área ser tratada localiza-se entre o umbigo e a região púbica, sendo indicada especialmente para que possui muita flacidez ou estrias nesta zona corporal.

Esta cirurgia pode ser feita através de um pequeno corte abdominal e não é necessário mexer no umbigo.

Seja por que motivo for, se não gosta da imagem da sua barriga que vê refletida ao espelho, pode recorrer a uma técnica cirúrgica alternativa à abdominoplastia tradicional, chamada MINI-ABDOMINOPLASTIA

Neste caso a cicatriz ficara um pouco maior que a cicatriz da cesariana localizada na região suprapúbica, e que ficará bem escondida no biquíni.

Outra grande vantagem é com relação ao “umbigo”, este não terá cicatriz, ou seja, sua reposição será com pontos internos assim não será visível.

Além de todas essas vantagens o mini-abdômen terá os músculos retos abdominais plicados, ou seja, suturados (presos por pontos internos), assim o contorno abdominal volta a ser definido.

Também não existe nenhuma contra indicação para aquelas que ainda pretendem ter filhos, a recuperação será mais rápida com um pós-operatório mais tranquilo.

PARA QUE VOCÊS CLASSIFIQUEM SEUS “ABDOMENS” .

As deformidades abdominais classificam-se em três tipos:

Tipo I

Caracteriza-se pela presença de pequenas e moderadas acumulações de gordura, sem excesso de pele e sem relaxamento muscular. As pessoas que apresentam estas características são candidatas à lipoaspiração.

Tipo II

Além de pequenas e moderadas acumulações de gordura, apresenta um relaxamento da musculatura, mas sem excesso de pele. São candidatas ideais para a mini-abdominoplastia.

Tipo III

Esta deformidade abdominal apresenta acumulações de gordura, excesso de pele e relaxamento muscular.

PÓS OPERATÓRIO

Para pós operatório da mini abdominoplastia recomenda-se o uso da cinta abdominal pelo período de aproximadamente 45 dias, evitar esforços nas primeiras semanas e ficar levemente curvado para frente durante os primeiros 15 dias para evitar a reabertura dos pontos.
A recuperação é relativamente rápida e o indivíduo poderá voltar as suas atividades rotineiras antes de 1 mês da cirurgia, sendo importante ainda a realizações de no mínimo 20 sessões de drenagem linfática manual em dias intercalados com início cerca de 3 dias após a cirurgia.

NÃO EXISTE MÁGICA. MATERIAIS DE QUALIDADE E UMA BOA INTERNAÇÃO NÃO PODEM SER DE BAIXO CUSTO, por isso desconfie de facilidades como cirurgias milagrosas em consultórios e preços incoerentes com o mercado.

Procedimentos estéticos com custo muito abaixo do normal devem ser questionados se envolvem escolhas de materiais de qualidade questionável e internação em locais inadequados. O barato pode acabar saindo muito mais caro, tanto para o seu bolso quanto para a sua saúde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.