Os primeiros meses do ano são sempre propícios para mudanças e inquietações sobre a carreira. Aliás, mais da metade dos brasileiros cogitam mudar de emprego agora-já! Faz parte desses 56%? Dê uma olhadinha nos conselhos da Patrícia Cândido, escritora, empreendedora e pesquisadora na área da espiritualidade para você, enfim, se encontrar na vida profissional:

1. Pense: no que você trabalharia até de graça?

Esse é o pulo do gato, segundo Patrícia, para encontrar sua paixão profissional. É fazer aquele tradicional exame de consciência, sabe?, e pensar no que você trabalharia feliz mesmo sem ser remunerada, simplesmente pelo prazer de realizar determinada atividade. Já sabe o que é? Foque nisso!

2. Atenta ao que você fala (em casa, no bar, na academia…)

Quais são os assuntos que você mais curte falar com seus amigos? Quais são os temas de livros que mais ocupam espaço na sua prateleira? E quais elogios você recebe sempre dos seus familiares? A resposta para estas perguntas estão 100% ligadas àquilo que você faz de melhor e, consequentemente, te faz feliz.

3. Pergunte, questione e investigue você mesma.

Em quais momentos você se sente cheia de energia? O que te faz sorrir? Qual atividade te faz sentir útil e com propósito no mundo? Dica: debata as respostas das perguntas acima com um profissional. Vale ser um terapeuta, coach ou mentor profissional, tipo aquele professor-orientador que foi superimportante na sua vida acadêmica. 

4. Foque no PH$

Patrícia é enfática quando o assunto é “ser feliz ou ter dinheiro”: “É infinitamente mais rentável trabalharmos em um segmento que foi escolhido por afinidade e amor, que escolher uma área da qual não se gosta somente para preencher expectativas financeiras”. Mas ainda segundo a expert, dinheiro não é inimigo e uma carreira certeira combina três fatores: 1) Paixão, a qual está associada ao que você ama fazer e trabalharia mesmo de graça; 2) Habilidade, que está relacionada a sua competência em fazer algo; 3) O cifrão ($), que representa a rentabilidade da profissão. “Dinheiro é importante para completar sua felicidade, uma vez que ser reconhecido financeiramente pela sua paixão e habilidade é muito gratificante”.

5. Descubra seu dom

Patrícia chama de “cajado” os dons que representam a missão de cada ser humano na Terra [é dela o livro “Cajados: descubra seu dom oculto”, Editora Luz da Serra, R$ 50] e, de acordo com ela, existem oito tipos deles, os quais estão associados a várias profissões. Veja:

Cajado da Inspiração: são as pessoas que nasceram para inspirar outras. Profissões: moda, arquitetura, decoração e gastronomia.

Cajado da Transformação: associado àqueles que nasceram para transformar o mundo. Profissões: artesanato, trabalhos manuais, educação física, construção civil, coach.

Cajado da Curaaquelas que têm o dom da cura física, mental, emocional e espiritual. Profissões: medicina, enfermagem, terapias, arquitetura.

Cajado da Canalização: associado as pessoas que conseguem capturar mensagens universais para ajudar o mundo. Profissões: jornalismo, tradução, ensino de línguas.

Cajado da Revoluçãoas que nasceram para revolucionar conceitos e encerrar os ciclos na Terra. Profissões: política, polícia, forças armadas, esportes radicais e lutas marciais.

Cajado da Revelação são aquelas que estão na Terra para revelar tendências e tecnologias que facilitam desenvolvimento e crescimento da humanidade. Profissões: direito, engenharia, pesquisa, biotecnologia, química, física, robótica e informática.

Cajado da Alegriaaquelas que nasceram para transformar o mundo por meio do riso e da felicidade. Profissões: comediante, ator, guia turístico, cantor, poeta, veterinário.

Cajado da Purificação: as pessoas que nasceram para purificar a energia do nosso planeta. Profissões: astrólogo, professor de yoga, terapeuta natural, líder religioso.

Fonte: Revista Glamour
https://revistaglamour.globo.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.