Desejo compartilhar no post de hoje sobre algo que somos acometidos no nosso dia a dia, e que na dosagem certa pode ser levado de uma maneira saudável. Mas que se elevada a uma grande potência pode gerar malefícios na nossa vida.

Sendo então apresento a vocês queridos leitores a famosa Ansiedade, em que, é definida como um estado de apreensão ou medo resultante da antecipação de uma ameaça, evento ou situação real ou imaginária. Tem- se que é uma das emoções humanas mais comuns experienciadas pelas pessoas em algum momento das suas vidas.

No entanto, a maioria das pessoas que nunca experimentou um ataque de pânico ou ansiedade extrema, não consegue perceber a natureza assustadora dessa experiência.

A ansiedade que a resposta de luta ou fuga desenvolve, foi vital para a sobrevivência diária dos nossos ancestrais. Quando confrontados com algum perigo, uma resposta automática emergia, impulsionando-os a tomar medidas imediatas, tais como atacar ou fugir. Mesmo no mundo agitado de hoje, este é ainda um mecanismo necessário. Ele é útil quando você tem de responder a uma ameaça real dentro de uma fração de segundo. A ansiedade é um mecanismo embutido no nosso sistema nervoso central para nos proteger do perigo. Curiosamente, é um mecanismo que nos protege, e que não deveria nos prejudicar.

Desejo que possamos refletir até aonde essa ansiedade tem o poder de nos conduzir ou cabe a nós a conduzi-la, e darmos a melhor direção para alcançarmos um bem viver.

Beijos e até o próximo post!!!!

Ellen Cristi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.