Preciso parar de gastar $ com bobagem!

24
jun

Acho que eu disse para mim mesma umas três ou quatro vezes essa frase no mês que passou. Não que eu seja uma consumista inveterada, mas vamos combinar? Quem resiste à mega liquidação de sua loja predileta ou às atraentes vitrines cheias de cartazes de desconto nos tentando? Pois é, e aí quando nos damos… Leia mais »

Ninguém passa pela nossa vida por acaso!

10
jun

Pessoas surgem no nosso caminho a todo e qualquer momento. Algumas ficam por um longo tempo e até perpetuam. Já de outras, ainda que tenham sido muito importantes, jamais teremos notícias, mas nenhuma nos deixará ileso à sua passagem, mesmo que tenha sido por um curto período de tempo. Cada uma deixará um pouco dela… Leia mais »

Colocando os “bichos prá fora”!

03
jun

Esta semana passei por uma experiência sublime! Alguns de vocês devem ter visto um post no facebook em que voluntários se apresentavam com um pequeno quadro e ali escreviam a frase mais preconceituosa de que já tinham sido vítimas. Tais manifestações fazem parte do projeto de uma aluna de Antropologia da UNB, cujo objetivo era… Leia mais »

Dá cá um abraço!

20
maio

Quando foi a última vez que você abraçou ou foi abraçado? Um abraço de verdade, apertado, espontâneo, sincero? Embora o povo brasileiro seja considerado expansivo e desinibido, os contatos físicos entre nós andam cada vez mais escassos. Aquele “olho no olho”, o ouvido interessado e livre dos fones, o tapinha camarada nas costas e outras… Leia mais »

Foi sem querer! (Querendo?)

13
maio

Hum… Ouvir esta expressão de alguém com mais de dez anos de idade faz pensar: será que foi mesmo sem querer ou se trata de um daqueles bordões do personagem Chaves? Um “sem querer querendo”, quase proposital, que poderia ser evitado com um pouco mais de cuidado, respeito e atenção? Claro que imprevistos acontecem, situações… Leia mais »

Não vi, não conheci, não provei… E não gostei!

02
maio

Identificou-se? Totalmente ou só em parte? Todos nós temos nossas antipatias gratuitas ou repulsas instintivas por coisas com as quais nunca tivemos contato ou por pessoas com quem jamais trocamos uma palavra, sem que saibamos identificar o que motivou esse sentimento negativo. Não resta dúvida de que permanecer na nossa zona de conforto, “torcendo o… Leia mais »