Queridos leitores, desejaria compartilhar com vocês nesse post de hoje uma série em homenagem ao Outubro Rosa que é o mês de Campanha em combate ao Câncer de Mama.

Então vamos lá percorrer por essa estrada rosa com a companhia de vocês!!!!

Primeiramente, sabemos que o câncer de mama feminino é uma patologia que, para a mulher se traduz em muito sofrimento psicofísico pois se trata de e uma cirurgia mutiladora e de um órgão que simboliza a feminilidade, sexualidade e maternidade.

Sendo então, este tema é como tocar num estigma. Não só do ponto de vista do câncer, mas em relação à representação da mama. Esta doença afeta uma região do corpo da mulher cujo reconhecimento é contraditório.

Temos que a mama feminina contém conotação estética, social e cultural, além de ser uma referência de gênero.

Diante de toda essa situação, o que fazer? É neste momento que a nossa mobilização e corrente do amor deve abraçar a quem estiver atravessando essa fase.

A família é de extrema importância nesse processo de cuidado ao doente, visto que este se encontra num momento de intensa fragilidade, necessitando de suporte por parte de seus familiares e amigos. Entretanto, devido aos fortes laços afetivos que unem essas pessoas e pelo total desconhecimento da evolução e tratamento da doença, a família tem dificuldade em lidar com a nova informação, vindo a ser fundamental a procura de um Psicoterapeuta para tamanho suporte nesse momento delicado que não só essa pessoa atravessa, mas toda a família.

Beijos e até o próximo post!!!

Ellen Cristi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.