Já repararam como nossos jovens andam com fisionomias de enfado, com expressões de muxoxo e como suas atitudes de insatisfação têm se sobressaído às de vivacidade e entusiasmo que deveriam marcar a adolescência e a entrada na vida adulta? Na Idade Média o tédio era um relativo sinal de status, pois quem não arava a… Leia mais »

Sinto um enorme prazer em ser amiga. Ser parceira, companheira, estar ao lado. Daquele lado que se deixa o ombro à disposição, Para a cabeça repousar e o coração abrigar.   Gosto de dar a mão, de apoiar o caminhar. Gosto da sinceridade na amizade. Fujo dos oportunismos, dos puxa-saquismos. Amigos permanecem sendo, por toda… Leia mais »

Tem- se de acordo com alguns estudiosos, “o envelhecimento primário é um processo gradual e inevitável que começa cedo na vida e continua ao longo dos anos”. Interpretamos em outras palavras, que essa afirmação quer dizer que se começa a envelhecer desde o momento do nascimento, e é o que se faz (e como se… Leia mais »

Estava aqui pensando em todos os artistas amadores que exibem suas veias talentosas das mais diversas formas por esse mundo, seja o real ou o virtual e resolvi registrar minha imensa admiração por essa gente. Claro que não entrarei no mérito do conceito de Arte ou na discussão de quem pode ou não pode ser… Leia mais »

Em homenagem ao mês da feliz idade, segue a série desse mês!!! O idoso requer cuidado especial como uma criança, já que é difícil cuidar, uma vez que as pessoas têm muitos afazeres. Temos que o abandono não pode ser justificado, nem mesmo a condição econômica e afirma que quando um indivíduo larga um pai… Leia mais »

A primeira vez que ouvi alguém dizer que “fulano de tal” era resiliente, achei muito estranho, pois até então eu só conhecia a expressão “resiliência” das aulas de Física, aplicada aos materiais que resistem a impactos e que mesmo após o choque retomam sua forma original sem danos. Só que material é coisa inanimada, desprovida… Leia mais »