A otoplastia cria uma forma natural, dando equilíbrio e proporção às orelhas e à face. Correção de deformidades menores pode beneficiar a aparência e a autoestima.

Corrige a orelha de abano, reconstrói orelhas lesionadas ou mal desenvolvidas, corrige o lóbulo da orelha danificado ou envelhecido, diminui a projeção das orelhas e refaz a antihélice.

A incisão costuma ficar na região posterior do pavilhão auricular e a cartilagem é remodelada com pontos, incisões ou raspagem.

Pode ser executada a partir dos sete anos de idade. É também justamente nesta idade que a criança começa a se importar com as características das orelhas. A decisão de submeter uma criança à otoplastia deve levar em consideração o grau de sofrimento emocional por causa das orelhas (Bullying).

É frequentemente executada em adolescentes e adultos, porém, é importante saber que a orelha de um adulto não tem a mesma capacidade de reformulação como a orelha de uma criança.

A anestesia empregada é, normalmente, a local com uso de sedação.

O paciente permanece no hospital no máximo por um dia.

Em geral, a recuperação do procedimento é tranquila e seu resultado é bastante satisfatório.

A cicatriz fica escondida atrás da dobra natural da orelha.

Cerca de 80% do resultado definitivo pode ser visto em poucas semanas de pós operatório e o término do processo cicatricial leva cerca de seis meses.

A otoplastia é um procedimento bastante funcional para a vida dos pacientes, isso porque a autoestima e a confiança acerca da estética da orelha são conquistadas a partir de seus resultados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.