Queridos leitores, nesse mês de novembro elaborei uma série muito especial sobre como as nossas emoções e nossas escolhas podem nos fazer trilhar caminhos de conquistas ou caminhos de insucessos.

Para inaugurarmos nossa série, estarei abrindo com chave de ouro um tema que é muito falado, mas pouco refletido.

Inicio com a seguinte pergunta: O que são relacionamentos tóxicos?

Um relacionamento tóxico é aquele que nos sequestra de nós mesmos, nos fazendo permanecer na condição de nos sentirmos um objeto na mão do outro, em que, nossa identidade já não nos é mais reconhecida. A condição que passa a existir é a de sequestrador e sequestrado, e nesse sequestro o sequestrador definirá o ritmo da relação, e a pessoa na posição de sequestrado sendo vítima, esta será incapaz de reagir de forma diferente e contrária aos desejos do seu sequestrador.

É importante mencionar, que o sequestrado se encontra impossibilitado de decidir por si mesmo essa relação e se rende. Pois o medo de ser deixado, abandonado o encoraja a sofrer toda dor que essa relação tóxica o coloca.

Mas o remédio para sairmos dessa condição de cativeiro e nos tornarmos livres em nossa caminhada é compreendermos que a maior liberdade é aquela, em que, somos amados e aceitos pelo que somos de verdade e não pelo que podemos representar a alguém. E nos apossarmos de nossa individualidade, de nossos temores e sabermos que o verdadeiro amor nos faz livres para caminhar, que nos faz ir além, porque não ama para reter, mas para promover.

Desejo nessa série que vocês, queridos leitores, possam ser tocados com essas reflexões e que através delas possamos contagiar a quem nos cerca !!!

Beijos e até o próximo post!!!!

Ellen Cristi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.